Turismo Regional

Nossa região possui inúmeras atrações com seu turismo diversificado e repleto de belezas e descobertas incríveis.


Por Viviane Lemes

Fotos Luis Leite, Kadu Cabral, André Luiz Castro, Regina Ribeiro, Flanar Turismo, Viviane Lemes, Cervejaria Pelizer, Yquara Termas, Emater-MG e Secretaria de Cultura de Paracatu



Falar sobre Turismo para mim é falar sobre lugares e pessoas, como suas belezas e diversidades se interrelacionam em um ciclo virtuoso, fazendo a economia girar e impactar no mercado, gerando emprego, renda, desenvolvimento local e felicidade. Com a crise sanitária da Covid-19, o Turismo foi um dos primeiros setores afetados. As medidas de isolamento social, necessárias nos anos de 2020 e 2021, fizeram com que as atividades turísticas parassem em todo o mundo, gerando um impacto de US$ 4 trilhões na economia global e a redução aproximada de 390 mil postos de trabalho. No Brasil, uma pesquisa da FGV aponta um prejuízo de algo em torno de R$ 160 bilhões, além do fechamento de até 1,1 milhão de postos de trabalho. Nós, profissionais do turismo, tivemos que nos reinventar, em um exercício contínuo. Para sobreviver no mercado o jeito foi respirar, nos unirmos em redes virtuais e nos prepararmos para as mudanças profundas no setor. Inúmeras redes de profissionais foram criadas com o intuito de criar elos de cooperação, difusão de parcerias público-privadas e compartilhamento mútuo de conhecimentos. Estudos sobre tendências, feiras, eventos, também fizeram parte do conjunto de ações realizadas gratuitamente em plataformas digitais.


As redes foram consideradas, no contexto da pandemia, poderosas formas de organização visando romper o isolamento e trazendo bons resultados para empresários e consumidores. Permitiram que pessoas pudessem compartilhar bens e serviços utilizando as novas economias - criativa, colaborativa e compartilhada. Segundo Regina Amorim, gestora do Sebrae Paraíba e idealizadora da Ruraltur Digital e FINCC - Feira Internacional de Negócios Criativos, o espaço digital oferece a oportunidade para que diversas empresas se inscrevam para fazer negócios, ter mais visibilidade e projeção no mercado sem fronteiras. Cito ainda como exemplo de organização, a Rede de Turismo Rural Consciente (www. turismoruralconsciente.com.br) criada em 2020 e que atualmente reúne 140 empreendedores de todos os estados brasileiros. Por mais paradoxal que fosse a realidade, o cenário exigiu cautela, criatividade e descortinou a todos a consciência de que era chegada a hora da efetiva valorização do turismo doméstico. Como as viagens internacionais ficaram limitadas, o cenário do turismo nacional configurouse como uma oportunidade rara de valorização e desenvolvimento do turismo regional por meio de um novo olhar e a descoberta de potencialidades locais. Foi nesse contexto de busca de compreensão e caminhos, que nós, da Flanar Turismo (UberlândiaMG), passamos a vislumbrar, juntamente com um grupo de empreendedores ligados à produção associada ao turismo, alternativas por meio de um projeto que expressasse essa nova configuração de viagens. O Projeto Matula Mineira contempla o recorte territorial do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, onde predomina uma diversidade de atrativos naturais, manifestações culturais e produtos alimentícios originários do Cerrado, com peculiaridades que nos distinguem de outras regiões. Coletivamente, estamos construindo novos contornos para atividade turística regional, com práticas inovadoras como resposta aos desafios da nova configuração global e cenário de recuperação da economia, concebendo o turismo como estratégia para o desenvolvimento local, fortalecimento da nossa identidade com geração de novas oportunidades de emprego e renda.


Propomos viagens que valorizam o Turismo Regional, com destinos até 400 km partindo de Uberlândia, em locais com menor fluxo de pessoas e atenção aos protocolos de biossegurança, em conexão com a natureza e o sagrado, as experiências autênticas ligadas a típica identidade mineira, a produção associada ao turismo valorizando produtos locais e a singularidade, despertando o sentimento de pertencimento e orgulho de ser mineiro. Os destinos, perto ou longe de casa, serão apresentados a partir do olhar maduro e atento aos detalhes de uma profissional com 13 anos de atuação no mercado. Além de convidar o leitor a redescobrir lugares, propõe a humanização das viagens, estabelecendo entre quem recebe e visita uma relação de reciprocidade, promovendo desenvolvimento dos territórios visitados e abrindo janelas para que o turista vivencie realmente uma experiênciare vigorante. Afinal, o que se busca após quase dois anos imersos em cenários constantes de doença e luto é levar uma vida mais saudável e equilibrada também em suas viagens.


Nesta edição da Revista Hub destacamos as tendências por segmentação e que estão aptas à visitação. Há muitas experiências para curtir no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e que serão aprofundadas ao longo das próximas edições à partir de 15 destinos indutores na região.


FAZENDAS CENTENÁRIAS

Fazenda Rio Verde | Foto Divulgação


O Turismo Rural já existia, mas com a pandemia vem crescendo significativamente. Mais do que nunca os mineiros descobriram o turismo rural, como uma forma de evitar aglomerações, estar em contato com a natureza, consumir produtos saudáveis e de origem. É também a oportunidade de volta ao passado“reencontrando nossas raízes”, através do resgate de memórias e saberes expressos na prosa mansa, em objetos antigos e de maneira peculiar nas delícias da cozinha mineira. E que tal reunir todos esses elementos, distanciar-se da vida urbana e relaxar com requinte em uma fazenda que possui a identidade de uma típica fazenda mineira centenária? Uma das várias propriedades aptas a receber turistas, está localizada a 145 km de Uberlândia. Trata-se de propriedade rural centenária que guarda objetos da época e mobílias feitas especialmente para a família. Toda a casa é feita de madeira de lei com encaixes e sem a utilização de pregos na estrutura da casa, coisa rara de se ver. Possui uma represa com a água batendo na parede da varanda, piscina, salão de jogos, cavalos, leite de vaca tirado na hora, peixes, galinhas e porcos. Uma fazenda com requinte e que funciona de verdade mantendo sua originalidade. Disponível para locação, a propriedade acomoda 20 pessoas em 06 quartos com roupa de cama e banho de ótima qualidade. Para garantir conforto e diversão oferece também ar condicionado em todos os quartos, sala TV e salão de jogos, piscina e Wi-Fi.


TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA, AGRICULTURA FAMILIAR E PRODUÇÃO ASSOCIADO

Rota do Queijo Artesanal em Uberlândia. | Foto Emater-MG


Indiscutivelmente o produto associado ao Turismo que mais identifica os mineiros é o queijo. O Triangulo Mineiro é uma das 8 regiões do estado, reconhecida como produtora de queijo Minas Artesanal, feito de leite cru, pingo, coalho e sal. Visando estimular o turismo rural associado à gastronomia e, principalmente, divulgar o queijo produzido na região é que a EMATER MG, que já realizava um trabalho com as famílias produtoras de queijo no sentido de melhorar cada vez mais a qualidade do produto e do leite, decidiu implementar a Rota do Queijo Artesanal no Triângulo Mineiro. A Rota do Queijo Artesanal do Triângulo Mineiro é composta por cinco fazendas localizadas em quatro municípios.


TURISMO DE MEMÓRIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Estrada que dá acesso ao Desemboque. | Foto Luis Leite

Panorama do Desemboque. | Foto: Luis Leite


Visita ao povoado de Desemboque onde se estabeleceu em 1746 o primeiro núcleo de povoamento do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e marco da colonização do Brasil Central, antes denominado Sertão da Farinha Podre. O povoado resiste ao tempo onde é possível uma prosa tranquila e uma pausa para pensar nos rumos da história. Atualmente é um distrito rural de Sacramento com duas igrejas barrocas e uma população estimada em apenas 27 pessoas. O território é reconhecido como portal da Serra da Canastra marcado por uma beleza natural exuberante e a produção artesanal de queijos de altíssima qualidade.

Carreiros na Festa de Nossa Senhora do Desenterro, padroeira do Desemboque. | Foto Luis Leite


OS QUINTAIS E QUITANGAS DE PARACATU - 2 DIAS

Centro Histórico de Paracatu. | Foto Secretaria de Cultura de Paracatu

Localizada no noroeste mineiro, a cidade de Paracatu está próxima à divisa do estado de Goiás a 196 km de Brasília e 336 km de Uberlândia. Com mais de 200 anos de história, Paracatu, a antiga Vila do Príncipe, Paracatu possui um preservado centro histórico, testemunhado nosso período colonial, do século 18. Fundada em 1586, surgiu como rota dos bandeirantes preserva remanescentes de cinco quilombos e é tombada desde 2010 como Patrimônio Cultural


Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Não restam dúvidas de que é um dos mais importantes polos culturais de Minas Gerais. Como se não bastasse sua importância histórica e cultural, a cidade tem atraindo visitantes inebriados pelos seus sabores e delicias. Em 2020, por ocasião da Comemoração dos 300 anos de Minas a cidade de Paracatu passou a integrar a Rota das Quitandas, ao lado de cidades como Congonhas, São Tiago, São Bartolomeu, Lagoa Santa e Igarapé. No dia 06/08/2021, foi instituída como 1º Polo Gastronômico da Cozinha Mineira e se torna a primeira cidade em Minas Gerais com ações pontuais de valorização das mestras e mestres da cozinha mineira. Na mesma data inaugurou primeira unidade da Fundação de Arte de Ouro Preto (FAOP) fora de seu município sede. Já podemos prever os bons ventos que a Cultura e o Turismo trarão para a histórica Vila do Príncipe.


Quitandas de Paracatu. | Foto Secretaria de Cultura de Paracatu


ESTÂNCIA DO GUARDIÃO (1 DIA)

Rapel na Estância do Guardião. | Foto: Kadu Cabral


A Estância do Guardião é um espaço para ecoturismo, turismo rural e turismo de aventura localizado em Araguari. O proprietário Gino Sérgio Sícari, cuida da preservação do local onde vive desde criança. Lugar de natureza preservada e com construção peculiar. Possui móveis antigos restaurados e vários objetos de decoração antigos. Além de piscina rústica e ducha construídas pelo próprio Gino, que por sinal é figura, há uma área verde deslumbrante, 9 represas e o laboratório de criatórios de peixe. Possuí um complexo de cachoeiras com 10 quedas sequenciadas e a trilha de acesso à mesma, onde são ofertados os serviçosde trilhas, rapel, caiaque e stand up. Segundo os gestores do Gino Sícari e Fernanda Nasciutti, o objetivo do empreendimento é promover experiências cognitivas, sensoriais e emocionais que favoreçam a reconexão com a natureza, despertar osvisitantes para a importância da preservação do patrimônio natural e cultural, buscando maior consciênciaambiental, bem como promover o intercâmbio dohomem da cidade com o meio rural, oportunizando assimexperiências de aprendizagem e bem-estar. A Estância do Guardião, distante 60 km de Uberlândia, está apta a receber grupos limitados de turistas paravisitação Day Use e aqueles que querem pernoitar, pois possuem área de camping e locação da casa rústica. Disponibiliza a área também locação para ensaios fotográficos diversos. Reservas serão feitas somente com agendamento prévio e número reduzido de visitantes.

Stand up na Estânciado Guardião. | Foto Kadu Cabral


EXPERIÊNCIA QUEIJERA E CACHOEIRATERAPIA EM SACRAMENTO – (3 DIAS)

Cachoeiraterapia na Canastra. | Foto: Hotel Fazenda Portal da Canastra


Uma boaopção para conciliar descanso e aliviar o estresseque é causado pelas tarefas do cotidianoé umrelaxante banho de cachoeira.Uma pesquisa realizada no Japão constatou que o banho de cachoeira é capaz de diminuir a concentração decortisol (hormônio ligado ao estresse), pressão arterial e frequência cardíaca devido aos efeitos da água geladana circulação.Além disso, percebeu-se um aumento na atividade do nervo parassimpático e nervo inferiorsimpático e ainda na contagem de glóbulos brancos (células de defesa do organismo).No Japão, os banhos de cachoeira sãotratados como terapia da natureza pois aumenta os níveis de energia esensação de bem-estar. A caminhada ao ar livre também ajuda a oxigenar os pulmões e a liberar serotonina,promovendo sensações de felicidade e satisfação.Além de todos os benefícios favorecidos pela conexão com a natureza,a Flanar Turismo, preocupa-se com asmedidas de segurança ao limitar as atividades a grupos reduzidos e promover nesse momento as viagens deproximidade. Por esta razão elegemos uma experiência completa de Turismo Rurale Ecoturismono portal daSerra da Canastra, no município de Sacramento (MG).


Hotel Fazenda Portal da Canastra. Foto: Flanar Turismo / Acervo Viviane Lemes

24 visualizações0 comentário