Tecnologia a favor do transplante capilar

Estima-se que 100 milhões de mulheres no mundo são afetadas pela alopecia.


Por Beatriz Evaristo

Fotos Divulgação


A alopecia androgenética, também conhecida como calvície, é uma doença que, segundo a Academia Americana de Dermatologia (AAD), atinge diretamente a autoestima de mais de dois bilhões de pessoas no mundo. Isso acontece devido ao principal sintoma: queda de cabelo. Embora a doença seja predominantemente comum nos homens, a população feminina também sofre com esse mal. Estima-se que 100 milhões de mulheres no mundo são afetadas pela alopecia.


Conforme aponta a dermatologista e especialista em tricologia e restauração capilar, Thalita Carlesso, o transplante capilar, quando bem feito, é uma técnica cirúrgica capaz de solucionar a calvície. Esse procedimento acontece a partir da transferência de folículos capilares sem a carga genética da calvície para a região afetada. “Assim, conseguimos tratar de forma definitiva a alopecia”, afirma a especialista. A origem do procedimento surgiu através de transplantes de enxertos de pele do couro cabeludo, uma técnica utilizada para cobrir queimaduras na cabeça. Hoje, graças à tecnologia e ciência, existem instrumentos de punções que removem o folículo capilar de forma minimamente invasiva.


O procedimento

Ao longo dos anos, diversas técnicas foram utilizadas no transplante capilar. No entanto, a que está evoluindo cada vez mais e deixando o resultado ainda mais natural é o Follicular Unit Extraction (FUE). Segundo Thalita, o transplante capilar pela técnica FUE é feito a partir da remoção da unidade folicular da área doadora, podendo conter de um a quatro fios de cabelo que, em seguida, é transplantada para a área calva fio a fio”. Para que o procedimento tenha um resultado eficaz é necessário um profissional habilidoso, uma equipe qualificada e, essencialmente, a tecnologia, permitindo que a área calva seja totalmente restaurada e bem preenchida, de modo a não deixar cicatrizes. “Utilizo a lâmina de Safira, extremamente fina e delicada, para que as pré-incisões fiquem o mais próximo possível, aumentando assim a densidade do transplante capilar e a naturalidade,” completa Thalita.


Antigamente, só era possível transplantar até 300 fios de cabelo por paciente, isso por causa do ponche, instrumento que remove os folículos e os implanta. Contudo, as novas tecnologias possibilitaram realizar transplantes que podem chegar a 15 mil fios por paciente. É importante realizar uma consulta pré-operatória para o médico analisar o caso e estipular a média de fios a serem transplantados. De acordo com Thalita é a área doadora que indica a quantidade dos folículos para o transplante - se a área for saudável e densa, o número é alto. Alinhar as expectativas com os reais resultados também é essencial. A relação entre médico-paciente deve ser íntegra e transparente para que ambos saiam satisfeitos, já que para esse procedimento diversos aspectos devem ser levados em consideração, como um estudo para identificar a formação do cabelo do paciente, a densidade, o comportamento dos fios e, sobretudo, a relação do cabelo com o rosto. Só assim é possível chegar a um resultado satisfatório e natural.

• Residência Médica em Dermatologia pela Universidade Estadual de São José do Rio Preto - SP FAMERP

• Especialista em Estética, Cosmiatria e Laser pelo Hospital Albert Einstein - São Paulo SP

• Especialização em Tricologia (Cabelos) na Universidade de Mogi das Cruzes

• Especialização em Transplante Capilar e Cirurgia de Restauração Capilar pelo Hospital do Servidor Municipal de São Paulo SP - HSPM

• Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e pelo M.E.C.

• Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD)

• Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD)

• Membro da Associação Brasileira de Cirurgia da Restauração Capilar (ABCRC)

• Fellow no Hospital Saint Louis em Paris - França

• É profissional atuante em pesquisas científicas, com trabalhos divulgados em revistas nacionais e internacionais, além de ministrar aulas e participar de congressos e cursos em todo o mundo.

• Speaker da Innovapharma

• Fellow na Cidade do México no Instituto Kaloni de Pesquisa de Restauração Capilar




Contato

34 9.9662-6321

Av. Nicomedes Alves dos Santos, 1053 - Uberlândia - MG

@drathalitacarlesso | www.drathalitacarlesso.com.br

9 visualizações0 comentário