Produtor muda de atividade e investe em negócio próprio

Produtor de Campina Verde deixou emprego para trabalhar por conta com a pecuária de leite e já possui uma produção média de 70 litros diários.

Leandro, sua esposa e seu filho de 8 anos. | Foto: FAEMG


Leandro Éder de Freitas, é produtor em Campina Verde, Minas Gerais, e através da assistência do Projeto FIP Paisagens Rurais executado pelo Sitema FAEMG/SENAR/INAES, deixou o emprego para trabalhar por conta. Há cerca de seis meses na pecuária de leite, ele já registra a média de produção de 70 litros por dia.


O Projeto Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado – FIP Paisagens Rurais é financiado com recursos do Programa de Investimento Florestal, por meio do Banco Mundial. A coordenação é do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, do MAPA, com parceria da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e do MCTIC, por meio do Inpe e da Embrapa.


Antes da assistência, há um ano, Leandro começa a investir na pecuária e trabalhava como operador de máquinas em uma fazenda de laranja. Por orientação do técnico de campo Tarcísio Tomás Cabral de Sousa, ele participou da primeira turma do curso Gestão de Negócios/ATeG, oferecido pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES e, hoje, possui a meta de alcançar 100 litros por dia de leite com seus próprios recursos.


O técnico Tarcísio ressalta que a produção leiteira é feita em apenas 0,5 hectare, com vacas confinadas e com capineira irrigada. “No curso de gestão, vimos que ele se identificava mais com o leite e, hoje, é um dos produtores que mais evoluiu no projeto”, completou. O restante da área de 18 hectares do sítio, localizado no Projeto de Assentamento Nova Rio da Prata, é para plantio de soja, milho e sorgo, em parceria com um produtor vizinho.



Fonte: Sistema FAEMG

5 visualizações0 comentário