Prefeitura anuncia investimento de R$30 mi para evitar enchestes na Av. Rondon Pacheco

O investimento é para a construção de quatro represas de contenção na bacia do córrego Lagoinha e um sistema de monitoramento dentro das galerias da avenida.

Foto: Marielle Moura/Diário de Uberlândia


A Prefeitura de Uberlândia anunciou, nesta quarta-feira (9), o investimento de R$30 milhões em um novo projeto de infraestrutura de drenagem da água da chuva, para evitar as enchentes na avenida Rondon Pachedo.


Segundo o secretário de Gestão Estratégica de Uberlândia, Raphael Gonzaga Silveira, serão construídas quatro represas de contenção na bacia do córrego Lagoinha e também 20 km de redes auxiliares e galerias para novas represas. Além disso, também serão construídos dissipadores de volume de drenagem nas represas e um sistema de monitoramento automatizado dentro das galerias da avenida.


O prefeito da cidade, Odelmo Leão, afirma que um estudo iniciado há dois anos na cidade, feito por uma empresa de engenharia de Goiânia, foi entregue em dezembro de 2021 e mostra que o problema das enchentes na avenida é devido à grande quantidade de água que chega da parte mais alto da cidade.


O estudo revelou também que existem dois córregos que direcionam o fluxo de água para avenida, o Córrego Jataí que possui a represa de contenção no Parque do Sabiá, e o Córrego Lagoinha, que tem a vazão natural e o deságue imediato na via. A intenção da obra é reduzir o volume de água destinado à avenida Rondon Pacheco para 1/4 do volume atual, indo de 180 mil litros por segundo para 46 mil.


Fonte: Diário de Uberlândia

1 visualização0 comentário