Pesquisas da Epamig com café são destacadas como tendências globais em publicação internacional

O artigo lista a Epamig devido ao alto número de publicações e citações da empresa em trabalhos nacionais e internacionais.

Foto: banco de imagem


A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) foi destaque em uma publicação internacional com seu trabalho com cafeicultura. A pesquisa cafeeira realizada por por institutos e universidades de todo o mundo, identificou que a pesquisa em cafeicultura no Brasil cresceu de maneira exponencial nas últimas duas décadas.


O artigo “Global trends in coffee agronomy research”, em português "tendências globais em pesquisa agronômica do café", foi publicado na Agronomy, uma das principais revistas científicas do mundo.


De acordo com Gladyston Carvalho, pesquisador da Epamighá mais de 30 anos, a publicação é uma referência em diversas áreas cafeeiras do mundo. Para ele, ter o trabalho indicado como base de estudos para outras pesquisas é sinal de que a Epamig está no caminho certo em prol do desenvolvimento da produção de café mundial. “Esse é um reconhecimento importante para a ciência mineira e a brasileira como um todo. Isso sem contar a visibilidade para a Epamig, principal empresa de pesquisa agropecuária de Minas Gerais. É sempre bom quando temos nosso valor reconhecido", celebra Gladyston Carvalho.


A publicação da revista Agronomy foi escrita com base em dados de 1.618 registros armazenados no Journal Citation Reports (JCR) e na Web of Science: Emerging Sources Citation Index (ESCI. O conjunto de artigos de alta citação e de grande impacto considerado no estudo foi publicado entre os anos de 1986 e 2015.


Além da Epamig e da Universidade Federal de Lavras (UFLA); instituições com trabalhos em parceria; estão listadas no artigo a Universidade Federal de Viçosa (UFV), o Cirad (de Paris e Montpellier, na França), a Universidade de São Paulo (USP), o Catie (da Costa Rica e de outros países), a Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e a Universidade Estadual Paulista (UNESP).


Fonte: Bruno Menezes/Ascom Epamig

1 visualização0 comentário