Paulo Sérgio, talento e empreendedorismo

Atualizado: há 3 dias

"Meu sonho maior é trabalhar pela cidade e pelas pessoas"


Publieditorial Fotos Divulgação

( Paulo Sérgio Ferreira: “Sempre busquei empreender para gerar negócios e empregos, uma forma de contribuir com a cidade” )


Paulo Sérgio Ferreira é engenheiro civil, administrador, empreendedor e atual vice-prefeito de Uberlândia. Nascido e criado na cidade, ele construiu uma história de sucesso. É responsável por diversas grandes obras de Uberlândia, além da construção de quase 10 mil casas populares. Também é idealizador de empreendimentos que trouxeram desenvolvimento para a cidade, como o Uberlândia Shopping e Uberlândia Medical Center (UMC), do qual é sócio fundador.


Qual a história de origem do Paulo Sérgio e como chegou até a Engenharia Civil ?

Bem, eu nasci e fui criado aqui mesmo em Uberlândia, tive uma infância humilde, porém muito feliz. Sou o único filho homem dos meus pais, mas tenho duas irmãs, Ana Paula, a mais velha, e Fernanda, a caçula. Minha mãe era costureira e meu pai caminhoneiro, portanto acabava tendo que ficar fora muitos dias e eu, desde cedo, assumi algumas responsabilidades como o homem da casa. Estudei toda minha vida em escolas públicas como o Externato Rio Branco, a Escola Estadual Bueno Brandão e no Museu (Escola Estadual de Uberlândia). Só lá no meu último ano do Ensino Médio consegui uma bolsa para estudar no Colégio Anglo para me preparar para o Vestibular. Eu também era atleta e jogava pela equipe de basquete do UTC (Uberlândia Tênis Clube). Naquela época, muito se falava em estudar para fazer a prova do concurso do Banco do Brasil, já que o salário era muito bom e te dava certa estabilidade. Mas eu sempre quis uma profissão que permitisse empreender e vendo que era uma área muito promissora acabei optando não só pela Engenharia Civil, mas também pelo Curso de Administração, para que eu tivesse a capacidade de gerir meus negócios no futuro.

( Paulo Sérgio foi um dos idealizadores e também participou da construção do UMC )


Você fez duas faculdades ao mesmo tempo? Como administrava os horários?

Não só as duas faculdades, como também o estágio de meio período que consegui na Construtora CCO (Centro-Oeste Empreendimento) logo no meu primeiro ano de Engenharia e o meu namoro com a Cárita, que hoje é a minha esposa. Era bem difícil administrar todos esses compromissos, mas eu acredito que quem se dedica e corre atrás sempre consegue. O Curso de Engenharia era sempre de manhã ou à tarde, enquanto o de Administração era à noite. Então, eu me organizava para fazer o estágio no horário vago durante o dia e via minha namorada nas noites de sábado e domingo. Ela sempre entendeu muito bem que aquilo tudo que eu estava fazendo era para poder proporcionar uma vida boa para nós e nossos filhos que viriam no futuro, então sempre foi o meu maior apoio. O problema mesmo era na época de provas, quando precisava estudar um pouco mais, então aproveitava sempre que tinha uma horinha vaga entre as aulas da faculdade para rever alguma matéria, ou algo do tipo e às vezes me reunia com alguns colegas de curso para estudar após as aulas e íamos até meia-noite ou uma hora da manhã estudando. E quando eles não podiam, eu estudava sozinho mesmo.


Você e sua esposa estão juntos há muito tempo, não é mesmo?

Sim, conheci e comecei a namorar com a Cárita ainda no ensino médio, quando tinha de 14 para 15 anos e é uma parceria para a vida toda. Ela é uma pessoa incrível, muito amiga, companheira e parceira em todos os momentos, além de mãe exemplar para nossos filhos.


E como começou a sua história como empreendedor?

Quando estava finalizando a minha graduação, recebi a proposta para ser contratado oficialmente pela CCO, era uma oferta incrível, o salário seria quase dez vezes maior do que o que eu tinha como estagiário na época, vou mentir se disser que não fiquei tentado a aceitar a proposta. Mas, eu tinha o sonho de empreender, de ter minha própria empresa e aí me juntei com mais dois amigos, que assim como eu já tinham certa experiência na área da construção civil e montamos a Eldorado Construtora, com o objetivo de construir algumas casas no primeiro momento da empresa. Não foi fácil, eu cheguei a tocar às vezes até nove ou dez obras ao mesmo tempo como engenheiro, enquanto meus sócios assumiram a parte burocrática da empresa. Mas, logo a empresa cresceu, o número de sócios aumentou, passamos das casas para estruturas comerciais e fábricas para clientes maiores, a responsabilidade aumentou, mas a satisfação de ver tudo acontecendo também. Depois de me dedicar 18 anos à Eldorado Construtora, eu decidi então criar a Elglobal Construtora, em 2003, empresa essa que levo até hoje e que tenho muito orgulho do quanto ela cresceu em quase 20 anos de história.

( Paulo Sérgio foi responsável pela construção de 2500 residências no bairro Pequis )


Você teve participação direta na formação de vários bairros da cidade. Ao olhar para trás qual é o sentimento desta contribuição?

Sentimento de orgulho, sabe? Eu trabalhei na construção de cerca de mais de 9 mil residências populares em vários bairros aqui de Uberlândia, como São Jorge IV, Guarani, Mansour, Granada, Santa Mônica, Shopping Park, Santo Antônio, Jacarandás e Pequis e, hoje, quando passo por esses bairros, lembro do trabalho realizado e dos resultados que ele trouxe para as famílias que hoje vivem lá, o sentimento que vem à tona com certeza é orgulho.


O Uberlândia Shopping surgiu a partir de uma ideia sua. O que significou concretizar este empreendimento?

Muita gente não sabe, mas o projeto do Uberlândia Shopping começou a ser idealizado há mais de 18 anos junto com outros empresários. Depois de quase uma década de trabalho, tanto no projeto, adquirimos o terreno e busquei investidores. Encontrei a Sonae Sierra, que acreditou e comprou a ideia. Também pude fazer parte da execução desta obra. Ver o Uberlândia Shopping pronto é muito gratificante. Um espaço que não só gera milhares de empregos para as pessoas de nossa cidade, como também se tornou opção de lazer para outras milhares de famílias.


Você também foi idealizador do UMC, um hospital que é referência na região. Como surgiu?

Sim, sou sócio-fundador e fui idealizador do UMC também. Este é um projeto um pouco mais recente, começamos a trabalhar nele há mais ou menos 10 anos, eu e um grupo médicos e empresários. Me orgulho muito deste empreendimento e de tudo que ele se tornou, uma unidade hospitalar completa, tecnológica, moderna, com um corpo clínico que atende a nossa cidade e toda a região com muita qualidade.


Paulo, para terminar, quais são seus planos para o futuro como empresário e como pessoa?

Minha grande paixão sempre foi a Engenharia, mas também sempre busquei empreender para gerar negócios e empregos, uma forma de contribuir com a cidade. Nesse tempo, também passei a amar a gestão pública, atuando efetivamente. E vejo como algo que eu possa contribuir ainda mais no futuro. Estou ao lado do nosso atual prefeito Odelmo, há quatro mandatos, especialmente nesses últimos dois, como vice-prefeito, onde pude fazer mais por Uberlândia. Nos próximos anos espero poder continuar trabalhando em prol da cidade e das pessoas daqui, pois vivi aqui a minha vida toda e quero garantir que outras pessoas tenham essa mesma oportunidade de nascer, crescer e construir suas famílias em nossa cidade. Tenho o sonho de no futuro ser prefeito de Uberlândia, mas independente se isso vai acontecer ou não, o sonho maior é de trabalhar pela cidade e pelas pessoas. E, claro, aproveitar bons momentos com minha família, minha esposa, meus filhos, e quem sabe, no futuro, com os netos.


67 visualizações0 comentário