Pandemia muda relação das pessoas com moradia e faz venda de imóveis crescer


Mercado imobiliário fecha 2º trimestre com alta de vendas e lançamentos

De 110 m² para 185 m². Nos próximos meses, o empresário Sadann Mendes, 28 anos, e a esposa Thyele Vilela Borges estarão de mudança para o novo apartamento na zona Sul, maior e com outros atributos tão desejados pelo casal.


De acordo com ele, com a pandemia e o trabalho em casa, foi preciso adaptar à nova realidade. “Preferimos morar em um lugar que também nos trouxesse o conforto de home office no prédio para atender clientes", explica.

Com parte do dinheiro em caixa, o casal, que mora de aluguel, já estava de olho nas opções de imóveis na região e aproveitou a oportunidade.

“Preferimos investir para ter um apartamento mais amplo, com melhor acabamento, sofisticação e tecnologia de ponta, em uma região que só valoriza. Vamos financiar uma parte, mas estamos muito felizes com a escolha do DUO, empreendimento da Brasal Incorporações”, conta.

Assim como Sadann, outras pessoas também resolveram comprar imóveis para adaptar ambientes da casa para trabalho, atividades físicas e convívio familiar com mais opções de lazer, fazendo a busca por imóveis crescer.

Segundo Fernando Silveira, vice-presidente do Sindicato da Habitação Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Secovi-Tap), as negociações de imóveis de médio e alto padrão tiverem resultados representativos em 2020 nas vendas desde maio de 2014.

“Dados da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias mostra que o setor registrou um crescimento de 32% em 2021 nas vendas de imóveis de luxo. Isso se deu devido às novas demandas para as moradias. As áreas verdes e de lazer passaram a ser mais valorizadas, assim como os escritórios e o conforto do lar. E com certeza uma grande vantagem de se investir nesse tipo de imóvel é a valorização a longo prazo”, enfatiza.

Esse crescimento nas vendas de imóveis também é uma realidade em Uberlândia. De acordo com dados da última pesquisa do perfil imobiliário da cidade, encomendada pelo Sindicato da Construção Civil do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Sinduscon-TAP), no comparativo dos últimos doze meses a partir do 2º trimestre de 2021, com o mesmo período do ano anterior, o número de lançamentos na cidade teve um crescimento de 168%, passando de 2.625 para 7.037 unidades. O crescimento de vendas foi de 78%, subindo de 5.216 para 9.288 unidades comercializadas.

“Apesar do aumento de preço dos materiais da construção e da pandemia, o setor continua ativo em relação aos lançamentos e às vendas. O investidor vê com bons olhos este mercado, tanto pela garantia do imóvel, quanto pela valorização do mesmo”, afirma o presidente do Sinduscon-TAP, Efthymios Panayotes Emmanuel Tsatsakis.

À frente de seu tempo

De forma pioneira e visionária, antes mesmo da pandemia, a Brasal Incorporações já oferecia em seus projetos de condomínios residenciais verticais espaços de coworking e sala de reuniões em suas áreas comuns e a possibilidade de reversibilidade da planta para adaptar espaços híbrido: para morar e trabalhar.

O gerente Comercial da filial Uberlândia, Gustavo Cavalcante, explica que a Brasal oferece, ainda na planta, sugestões de pontos para home office no apartamento.

"Esse modelo é uma tendência mundial que vem para atender a demanda de quem trabalha em casa e, agora, mais do que nunca, veio para ficar”, explica.

A cada lançamento, a Incorporadora inova. Desde que ficou raízes na cidade, a Brasal já lançou quatro empreendimentos. O mais recente é o DUO, um projeto que vai ao encontro do que o cliente necessita.

Contempla apartamentos de 185 e 225 m² com quatro suítes e penthouses de 448 e 453 m² com cinco suítes e múltiplos espaços como coworking, espaço kids, salão de festas, academia, playground, sauna/descanso, piscina adulto e infantil, quadra esportiva e de street ball. A área de lazer traz muitas opções, totalizando 16 espaços de áreas comuns.

O diretor Sebastião Longuinho ressalta que a empresa veio para Uberlândia com muita estratégia e projetos arrojados.

“Nosso objetivo é trazer sempre empreendimentos que vão ao encontro do que as pessoas almejam, moradia de qualidade e liberdade para adaptar a planta ao seu gosto. Tivemos a sensibilidade de apostar no mercado de luxo e temos uma oferta alinhada com a procura. São pessoas que buscam morar bem e ao mesmo tempo investir com segurança", afirma.

O executivo conta ainda que a Incorporadora tem entregas para este ano e que novos lançamentos já estão sendo planejados para 2022, dando continuidade no projeto de expansão na cidade.

4 visualizações0 comentário