O novo imóvel em alta

“As chaves para a transformação do mercado imobiliário que estamos vivendo estão no cerne das novas rotinas de vida que adotamos. O modelo de habitação como conhecemos nunca mais será o mesmo após a pandemia”.


Publi Editorial

Foto Divulgação

Marcus Demarque é engenheiro e CEO da Demarque Engenharia que atua no mercado de construção e desenvolvimento imobiliário em Uberlândia e região


NUM piscar de olhos, o mercado imobiliário foi tomado por consequências relacionadas aos impactos da pandemia que ressaltaram a fragilidade da vida e como ela deve ser tratada com maior valor, em especial, nos espaços que habitamos. Houve um aumento significativo da demanda por espaços com melhor qualidade de vida, com diferenciais para a família e o trabalho remoto, que mudou em parte, os rumos do mercado imobiliário, que deve se reinventar para os próximos lançamentos. Esse movimento já começou e você faz parte dele.


Os relacionamentos sociais e profissionais estão na base dessas transformações e a primeira delas é o ‘home office e home school’, que vieram para ficar. Dependendo da atividade do comprador e rotina da família, trabalhar e estudar são atividades realizadas de modo parcial ou integral de forma remota, o que demanda a existência de espaços dedicados a essas funções. Algumas incorporadoras têm implantado este novo conceito dentro de cada unidade e nos espaços de uso comum como diferencial do empreendimento.


A nova rotina de permanência prolongada dentro da habitação elevou também a procura por contato de qualidade com a natureza, que antes ocupava um simples aspecto de paisagismo decorativo, elevado agora para protagonizar as relações humanas e promover saúde mental. Ativos esses que não se podem precificar.


Os investidores estão de olho. A demanda crescente por habitação se depara com uma escassez de imóveis com diferenciais para atender as novas necessidades dos clientes. Este movimento tem sido observado com atenção por quem busca segurança e valorização do investimento imobiliário. Em especial para os produtos que tenham condições atrativas de aquisição no lançamento, dado o cenário econômico atual de alta da taxa SELIC, que impacta diretamente os novos financiamentos.


Este cenário deve se manter nos próximos anos até termos uma normalização da cadeia de insumos da construção civil, com estabilidade nas áreas da saúde e política do país. As chaves para a transformação do mercado imobiliário que estamos vivendo estão no cerne das novas rotinas de vida que adotamos. O modelo de habitação como conhecemos, nunca mais será o mesmo após a pandemia. Até lá, o novo imóvel estará sempre em alta.

34 3016-5950

Av. Nicomedes Alves dos Santos, 1945 Sala 05 - Uberlândia - MG

@demarqueoficial

5 visualizações0 comentário