“Não estamos recebendo Agrovendedores”

As fazendas estão colocando placas com este aviso na porteira.

Por Claudeir Pires

Fotos Divulgação

Claudeir Pires - CEO da Academia da Soja Criador do Agrovendas Experience.


Este tipo de placa está cada vez mais comum em fazendas de todo os estados do Brasil. A primeira coisa que devemos pensar e se perguntar é: “Por que os agricultores colocaram essa placa na porteira da fazenda?”. Bom, eu fiz essa pesquisa, pois trabalho no Agro há mais de 18 anos e já vi muitas placas como essa em muitas fazendas nas minhas andanças pelo Brasil.


O fato é que com todos os agricultores que eu converso, a resposta tem sido unânime. Todos eles me dizem que estão sendo tão “assediados” por vendedores, que não estão dando conta de receber e atender a todos em sua fazenda, pois tem muito serviço a ser feito em sua propriedade e o número de pessoas que os visita diariamente acaba consumindo o seu tempo precioso que ele tem para tocar o seu negócio que é “produzir”. Desta forma, a única maneira que ele encontrou para essa situação foi colocar este aviso na entrada, para restringir o acesso de consultores e vendedores que não marcaram uma visita com antecedência. E muitos produtores não estão recebendo nem se o vendedor tentar marcar um horário, pois outro motivo é a pandemia do COVID. Mas e ai?


Outra pergunta que vem à mente é: “Mas será que o agricultor não precisa dos vendedores de insumos de máquinas (consultores)?”. Também fiz essa pergunta a vários agricultores e todos eles me disseram que SIM! Afinal de contas, estes consultores de vendas trazem muita informação e conhecimento técnico agronômico sobre os melhores produtos e manejos que estão dando os melhores resultados na região. Perguntei novamente: “Mas e aí? Se você não recebe estes consultores de vendas das empresas de máquinas e insumos, como é que você vai ficar atualizado?”. Eles responderam: “De duas formas, a primeira é a internet, pois hoje temos acesso a tudo que é tipo de informação pelo WhatsApp e pelas redes sociais.


A segunda forma é pela nossa rede de Network, pois o fato de ter aquela placa na porteira da fazenda não significa que estou isolado do mundo, eu tenho o meu círculo de amizade (Network) com vizinhos e até com vendedores e a gente se comunica e trocamos informações o tempo todo. Aquela placa é para “espantar” os vendedores inconvenientes, oportunistas que insistem em querer visitar o produtor achando que ele não tem mais o que fazer.


Tem muitos vendedores que chegam na fazenda na hora do almoço e acha que a fazenda tem a OBRIGAÇÃO de lhe servir almoço grátis. Agora você imagina, antes da placa na porteira aqui chegavam 6 vendedores por dia, em média, agora imagina aí, seriam 36 refeições a mais por semana e consequentemente 144 refeições a mais por mês. Mas não estou falando só de valor dessas refeições não, o problema maior é que eu não tenho tempo disponível para atender cada um deles, pois tenho a minha empresa rural para tocar. É terra para preparar, aplicação de defensivos, olhar a lavoura e monitorar pragas e doenças, plantar, colher, comprar, vender, gerir e muito mais. Mas como falei anteriormente, não estamos isolados e embora colocamos a placa na porteira, ainda temos os nossos “Vendedores Favoritos”, que já temos relacionamento comercial e até pessoal, pois muitas vezes fazemos churrasco no final de semana e falamos de negócios”. Palavras de um produtor rural!


Agora eu, Claudeir Pires, que já treinei mais de 3 mil agrônomos do Brasil todo tenho algumas dicas para te dar, pois foi por isso que eu criei o meu curso de agrovendas: “Agrovendas Experience”. Onde eu reuni as melhores técnicas de vendas desenvolvidas durante os meus mais de 18 anos de experiência.


No curso de agrovendas eu ensino como você faz para se CONECTAR com o produtor rural. Com técnicas de abordagem para você construir Network gerando valor para o seu cliente ou futuro cliente antes de querer vender para ele. Pega essa dica: “Antes de ser interesseiro, seja interessante!”. Muitos vendedores são apressados demais em querer vender e acabam não conseguindo se CONECTAR verdadeiramente com o produtor. Lembre-se que você tem que ser mais que um vendedor, você tem que fazer o produtor rural te enxergar como um consultor que leva para ele informações técnicas relevantes. Não seja uma AMADOR, aquela história de que o vendedor tem que ser conversador, alegre, falastrão, que mistura o profissional com o pessoal é coisa do passado. Isso é coisa de amador.


O vendedor profissional tem que ter conhecimento técnico, tem que saber se comunicar, tem que aprender PNL, tem que entender sobre gatilhos mentais e aplicá-los em sua comunicação e muito mais técnicas de vendas que já são usadas pelos vendedores campeões pelas principais empresas do Agro Brasileiro. Mas aí você se pergunta: “E por onde eu começo?”, “Onde eu que eu vou aprender essas técnicas?”. Eu te convido a acompanhar o meu trabalho pelas redes sociais. Lá eu ensino o passo a passo para você se tornar um vendedor extraordinário e mudar os seus resultados vendendo 3 vezes mais e se conectando muito melhor com os seus clientes.


Te espero no Instagram: @academiadasoja. Me segue lá e me manda uma mensagem dizendo que eu você leu este artigo aqui na HUB. Tamo junto!



7 visualizações0 comentário