Inovando fora do Eixo

Atualizado: 1 de dez. de 2021

Aprendemos que o diferencial de uma startup está nos seus fundadores e nos resultados que já obtiveram em outros projetos.

Publi Editorial

Foto Gutto Silva


Com um portfólio de 22 startups até o momento e tendo soluções focadas no agronegócio, educação, fi nanças, logística, educação, comunicação, varejo e saúde, a FCJ Triângulo vem marcando presença cada vez mais signifi cativa no ecossistema regional, fomentando o crescimento dos negócios e networking entre as empresas e seus investidores, assim como o desenvolvimento de projetos e startups.


“Aprendemos que o diferencial de uma startup está nos seus fundadores e nos resultados que já obtiveram em outros projetos. Empreendedores que já empreenderam possuem chances maiores de sucesso em uma nova empreitada”, diz Afranio Almeida Jr, CEO da FCJ Triângulo.


Responsável pelo Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, a FCJ Triângulo é o escritório regional da FCJ Venture Builder, primeira holding de participações desenvolvida para venture builder no Brasil e hoje o maior grupo do segmento na América Latina.


O modelo de Venture Builder 4.0 criado pela FCJ incorpora a cultura Open Innovation (inovação aberta). Ou seja, o caminho é o de buscar soluções inovadoras já existentes no mercado para desenvolvê-las e apoiálas através do seu ecossistema, ao invés de criar suas próprias startups.


Pelo networking de cada um que faz parte do time da FCJ Triângulo e seus acionistas já ativos, unidos ao próprio ecossistema da FCJ Venture Builder, é possível compartilhar informações sobre as soluções presentes em seu portfólio e conectar projetos em desenvolvimento a possíveis investidores em diversas fases dos negócios.


Após a validação de cada startup junto a um comitê de seleção, a FCJ Triângulo entra como treinadora da equipe para acelerar o processo de impulsionamento e, ao adquirir participação na startup, a Triângulo leva três ações fundamentais como sócios-estratégicos para ela: Governança, Compliance e Gestão Empresarial. A Venture Builder também estrutura reuniões diárias e eventos semanais, capacitação do time e mentoria direcionada para o desenvolvimento operacional, além de sprints de marketing e vendas. Compartilha recursos como infraestrutura organizacional, escritório jurídico e apoio contábil que garantem a segurança de que o negócio está sendo lapidado de forma concreta e escalável, tanto para o investidor como para o empreendedor.


Essas aplicações geram resultados diferenciados, como explica Daniel Marigliano, COO da FCJ Triângulo. “Atualmente, temos uma taxa de mortalidade em nosso portfólio abaixo dos 20%. Isso é um excelente indicador, tendo como parâmetro o que o SEBRAE considera em seus estudos: cerca de 75% das startups deixam de existir em seus primeiros anos de vida”.


Vale ressaltar a relevância do Triângulo Mineiro como grande polo logístico, na rota da Zona Franca de Manaus, de Pesquisa (devido à UFU, IFTM, UFTM e outras grandes universidades), Saúde (UMC e outros grandes centros clínicos) e Agronegócio (ABCZ e empresas de inseminação artificial).


Com escritórios em Uberaba e em Uberlândia, a FCJ Triângulo se solidifi ca cada vez mais na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (região conhecida como berço de grandes empresas como o Grupo Petrópolis, Mosaic, Valmont, Duratex, ABCZ, Agronelli, Bravo logística, Martins, Algar, Zema, Rodobens, Erlan, Junco e Peixoto, e na área de tecnologia conta com grandes nomes como Arena, Zup, Sankhya, Ipê Digital, Landix e Woli). Fazendo com que startups regionais tenham maior visibilidade no Brasil e no mundo, através da sua ampla rede de conexões.



E se você investisse em uma empresa avaliada em US$ 1 bilhão?

Criada com o propósito de facilitar a conexão entre investidores e startups, a Triângulo Angels é um clube privado de investimentos-anjo, projetada e desenvolvida pela FCJ Triângulo dentro da metodologia da Angels Network, o braço de fomento a investidores anjo da FCJ Venture Builder.


O investimento anjo é uma modalidade de investimentos alternativos para empresas nos primeiros estágios de negócio, mas com alto potencial de crescimento, feito por pessoas físicas com capital próprio. São investimentos de alto risco e baixa liquidez, mas que oferecem altos múltiplos de retorno no crescimento da startup.


“Como um clube, queremos oferecer atividades de relacionamento e aproximação entre os investidores. Aqui precisa ser um lugar de troca, networking e crescimento profi ssional e pessoal”, explica Daniel Marigliano, co-idealizador da iniciativa.


A Triângulo Angels busca unir a diversidade de experiências dos nossos Anjos oferecendo mentoria e a rede de relacionamentos do grupo para, assim, acelerar o desenvolvimento das startups investidas.


Oferecendo ofi cinas, treinamentos, jantares e encontros virtuais/presenciais, o clube levará experiências diferenciadas para os seus membros e apoiadores.


“O único pré-requisito para fazer parte do clube é querer investir conhecimento, experiência e conexões, além do aporte financeiro. Sabemos que o dinheiro tem seu valor, mas acreditamos no fomento ao empreendedorismo através do Smart Money, onde o investidor coloca mais do que dinheiro junto daquele aporte”, comenta Afrânio Almeida Jr, co-idealizador da iniciativa.


A metodologia, criada pela Angels Network, analisa as candidatas a investimentos baseada em 6 critérios como: Mercado, Equipe, Problema, Solução Inovadora, Concorrentes e Recursos Necessários.


As empresas candidatas passam por um comitê de inovação e depois por uma banca avaliativa. Uma vez selecionadas para o aporte também precisam passar por uma diligência para auditar as informações apresentadas e periodicamente é feito o acompanhamento delas junto ao grupo de anjos. “Nosso papel é transformar os empresários daquela startup em executivos que sabem lidar com um board e um dia cheguem a um IPO”, diz Daniel Teixeira da Angels Network.


O clube, que hoje já realizou seu primeiro coinvestimento em uma contabilidade online mineira e possui mais de 30 investidores, busca sempre levar para a banca de apresentação duas startups do ecossistema do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, uma do portfólio da FCJ Triângulo e uma da rede FCJ Venture Builder.



71 visualizações0 comentário