Epamig discute novas tecnologias para produção de mudas e plantio de café

Em evento realizado em Patrocínio (MG), destacou a importância de produzir mudas em substratos e conter nematoides na plantação de café.

Foto: Erasmo Pereira/Epamig


A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) em parceria com a Associação Brasileira de Insumos para Agricultura Sustentável (INPAS), promoveu a um seminário sobre produção de mudas de café mais resistentes e livres de nematoides em um evento em Patrocínio (MG), na última quinta-feira(10).


O evento reuniu empresários, produtores, viveiristas e pesquisadores do ramo da cafeicultura e destacou que a utilização de mudas de qualidade é a base para o sucesso das lavouras cafeeiras, além do papel da pesquisa agropecuária no processo de geração de novas tecnologias para a produção de mudas cada vez mais vigorosas e de qualidade.


Considerado um dos principais inimigos dos parques cafeeiros, o seminário demonstrou que os nematoides são microrganismos encontrados no solo, capazes de parasitar o sistema radicular das plantas. A recuperação da plantação atacadas por nematoides é difícil, a atitude mais correta é atentar-se para novos modos de produção de mudas sadias, livres dessas pragas. Uma opção discutida no evento foi a utilização de mudas produzidas a partir de substratos, sem o uso do solo, e com riscos menores, ou quase nulos, de portar nematoides.


Fonte: Agência Minas/ Bruno Guimarães - Ascom/Epamig

1 visualização0 comentário