Empreendimento da Brasal Incorporações recebe tecnologia e expertise construtiva para sustentar seus


Técnica específica será utilizada no DUO Com 138 metros de altura, o DUO, empreendimento imobiliário da Brasal Incorporações que terá a torre mais alta de Uberlândia, está recebendo o tipo de fundação adequada para trazer segurança, afinal, a base de qualquer construção é uma das partes mais importantes da obra, e precisa ser calculada e executada com a técnica e precisão, atendendo a rigorosas especificações. O DUO terá as fundações das torres em estacas escavadas com fluído estabilizante tipo Barrete. Este tipo de estaca é muito utilizada em obras com grandes alturas e esforços elevados. A execução exige equipamentos especiais, com tecnologia empregada. O empreendimento, referência em tecnologia e modernidade, está localizado na zona Sul e comporta uma área construída de 46.733,24 mil m². As torres contemplam apartamentos de 185 e 225 m² com quatro suítes e penthouses de 448 e 453 m² com cinco suítes e múltiplos espaços como coworking, espaço kids, salão de festas, academia, playground, sauna/descanso, piscina adulto e infantil, quadra esportiva e de street ball. A área de lazer traz muitas opções, totalizando 16 ambientes de áreas comuns. O diretor da Brasal em Uberlândia, Sebastião Longuinho, explica que cada empreendimento tem sua peculiaridade. “No caso do DUO, introduzimos soluções necessárias para erguer torres de tamanha envergadura, atendendo as especificações necessárias para este tipo de obra. Na engenharia, seguimos parâmetros rígidos para conceber estruturas capazes de suportar blocos com peso elevados e ventos de até 140 quilômetros por hora. Por isso, adotamos a técnica de Barrete, usada quando o solo não permite usar a fundação rasa. O Triad é o empreendimento mais alto da Brasal na cidade, mas o Duo será ainda maior. Por isso, estamos investindo em profissionais altamente qualificados e toda a nossa expertise em engenharia construtiva para entregar um produto literalmente à altura que a cidade merece”, enfatiza Sebastião.


3 visualizações0 comentário