Emater premia vencedores do concurso Queijo Minas Artesanal

A disputa contou com 132 queijos de oito regiões distintas de Minas Gerais, um reconhecimento da região com mais de 300 anos de tradição na feitura do queijo curado.

Foto: Secretaria de estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.


Nesta quinta-feira (25), diversos produtores que Queijo Minas Artesanal do Campo das Vertentes se reuniram em Coronel Xavier Chaves, para o recebimento dos prêmios do 13º Concurso Regional de Queijo Minas Artesanal promovido pela Emater-MG em outubro deste ano.


O julgamento realizado em Belo Horizonte, premiou Maria Tereza Boari como a vencedora do concurso. “A gente trabalha para ter um bom queijo, há uma preocupação muito grande com a qualidade, mas não esperávamos receber o prêmio, porque sabemos que estamos há pouco tempo trabalhando”, afirmou ela diante da premiação. Outros cinco produtores receberam o Selo Arte, que concede o direito de comercializar os produtos em todo o território nacional.


A disputa contou com 132 queijos de oito regiões de Minas Gerais, como Araxá, Campo das Vertentes, Canastra, Cerrado, Serras da Ibitipoca, Serra do Salitre, Serro e Triângulo Mineiro; e o júri foi composto por estudiosos da produção queijeira e por profissionais com ampla experiência na área


Conforme a presidente da Associação de Produtores de Queijo Minas Artesanal do Campo das Vertentes (Aqmav), Mariana Resende, este momento representa um reconhecimento da região que tem mais de 300 anos de tradição na feitura do queijo curado. "Ter o grande campeão do estado aqui no Campo das Vertentes comprova a qualidade do nosso produto, que muitos consumidores já reconhecem há tempos", esclareceu ela.



Fonte: Jornal Estado de Minas


4 visualizações0 comentário