Doutoranda da UFU realiza estudo nos EUA sobre a influência da imprensa na identidade feminina

Pesquisa realizada na UFU terá aperfeiçoamento dos Estados Unidos e visa mostrar como as mídias são responsáveis pelos padrões femininos.

Gisllene Roffer na Universidade da Califórnia Berkelery | Foto: Comunica UFU


A estudante de doutorado, Gisllene Roffer, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia (PPGED/UFU) decidiu aprofundar os estudos sobre a imprensa feminina após a percepção da diferença de abordagem de diversos assuntos escritos para mulher e homens. O objetivo do estudo é mostrar a análise da influência exercida pela imprensa sobre a criação da identidade feminina.


Para isso, Gisllene pretende fazer um levantamento de referencial bibliográfico e coletar materiais na biblioteca da Universidade da Califonia Berkelery, nos Estados Unidos, comparando com as publicações brasileiras.


A pesquisadora explica que um dos objetivos finais do estudo é mostrar que o valor feminino ainda está muito ligado à questão da beleza e dos padrões de corpo e comportamento muitas vezes ditados pela imprensa, e atualmente, potencializados pelas mídias sociais.


"O que eu quero mostrar é isso, que a identidade feminina vai muito além de questões de beleza, padrões de corpo ou habilidades. Nosso valor está em sermos mulheres. E não em aparentarmos ter as representações que se esperam de mulher para o tempo social, histórico e cultural que a gente vive", finalizou Gisllene Roffer.



Fonte: Diário de Uberlândia e Comunica UFU


3 visualizações0 comentário