Cuidado, mundo frágil.

Vivemos um cenário de medo e insegurança generalizados.

Por Kemerson Vieira

Fotos Divulgação


Há quem diga que a essência do gerenciamento e do empreendedorismo reside na forma e na velocidade em que decisões são tomadas. Algumas vezes apoiadas apenas por fatores intangíveis como intuição, sorte, força de vontade e riscos assumidos, outras vezes, embasadas em pesquisas, dados e informações. Em todo caso, diariamente tomamos incontáveis decisões.


A análise de cenários é uma das mais importantes ferramentas de gestão. Com raízes no militarismo, imaginar com segurança possíveis cenários futuros e preparar planos de resposta para tais momentos, no militarismo venceu batalhas, nos negócios, trouxe sucesso!


Como disse Heráclito, filósofo pré-socrático, a única constante é a mudança. O mundo VICA (Volátil - Incerto - Complexo - Ambíguo) era como se traduzia o fato de que nada mais seria como antes. Ventos de incertezas ganhavam corpo e tornavam ainda mais complexos os processos gerenciais. A mudança vinha com força, inovação e resiliência, eram passos certos para empresas e pessoas que almejavam ser bem-sucedidas em seus planos.


Nosso mundo mudou de VICA para FANI (Frágil - Ansioso - Não-linear - Incompreensível).


O mundo é FRÁGIL. Com tantas notícias e tragédias acontecendo ao mesmo tempo, a sensação comum vem da compreensão de que tudo pode ruir a qualquer momento. Uma falha em um sistema, fecha uma loja! Uma postagem inadequada de um executivo, derruba a empresa na bolsa... Uma falha em determinado sistema elétrico, deixa um estado e milhões de pessoas sem energia elétrica. Um vírus muda o mundo.


Tanta fragilidade e incerteza tem nos causado ANSIEDADE. Vivemos um cenário de medo e insegurança generalizados. Um sentimento de impotência diante das rápidas mudanças, o senso de urgência pautando muitas decisões, oportunidades que se abrem em janelas muito curtas de tempo. Ansiedade, chamada mal do século, merece atenção, empatia, humanidade e cuidado.


Grandes planejamentos passam a não fazer tanto sentido, uma vez que tudo está em processo de rápida mudança e com certa desconexão entre causa e efeito, onde pequenas decisões podem trazer grandes resultados e grandes esforços podem não fazer diferença. As palavras de ordem neste mundo NÃO-LINEAR são adaptação e velocidade. Mundo de frequentes disrupções.


A INCOMPREENSÃO surge, principalmente, pelo excesso de informações. Buscamos respostas para tudo, é de nossa natureza, no entanto, a não-linearidade e a velocidade com que tudo tem acontecido faz com que pessoas e profissionais se sintam inseguros e constantemente sem resposta, incapazes de analisar e compreender fatos. Melhoramos a compreensão à medida em que fortalecemos nosso propósito e nos tornamos mais coerentes e, por que não dizer, transparentes.


Kemerson Vieira é Engenheiro, Gerente de Projetos e Especialista em Processos.

6 visualizações0 comentário