Conselho Estadual de Políticas Agrícolas fecha 2021 com avanços

Câmaras Técnicas alcançam recorde de 42 reuniões ordinárias realizadas.

Foto: banco de imagem


Em 2021, o Conselho Estadual de Políticas Agrícolas (Cepa), vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), atingiu o marco inédito de 42 reuniões ordinárias entre as suas 19 Câmaras Técnicas (CTs).


Criado em 1994 e instituído em 2003, o Cepa assegura a participação dos agentes de produção e da sociedade civil nas decisões governamentais, uma vez que as CTs têm, enquanto coordenação, representantes de instituições dos setores produtivos. Os objetivos centrais são a formulação do planejamento e da execução da política rural, com foco nos interesses coletivos.


Até o ano de 2019, o Cepa era constituído por CTs temáticas, compreendendo: aquacultura; avicultura; bovinocultura de corte; bovinocultura de leite; cachaça de alambique; café; defesa agropecuária; equideocultura; floricultura; fruticultura; grãos; mel e produtos das abelhas; olericultura; ovino/caprinocultura; pesca profissional e artesanal; seguro e crédito rural; silvicultura e suinocultura. Em 2020, foi instituída a 19ª Câmara Técnica, que trata sobre agricultura sustentável e irrigação.


Pensando nos avanços do Conselho podemos citar a criação do Hub MG Agro, desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) a fim de incentivar a inovação tecnológica no agronegócio, com a participação de produtores rurais, agroindustriais e entidades representativas, conectando-os a pesquisadores e startups.


Além disso, em 2021, surgiram as discussões e parcerias firmadas nas reuniões setoriais do Conselho, para a criação da Plataforma de Ensino à Distância Semear, lançada em outubro, que oferece cursos com aulas on-line gravadas e em tempo real e também em formato híbrido, mesclando trocas virtuais e presenciais para os mais diversos setores produtivos e profissionais do agronegócio mineiro.


Mais recentemente, em dezembro, a Secretaria de Agricultura lançou a cartilha “Mel e outros Produtos da Colmeia”, tendo esta como público-alvo os consumidores da apicultura. A ideia é informar, tirar dúvidas e popularizar o conhecimento sobre os produtos apícolas, para garantir o consumo de alimentos puros e saudáveis. A publicação está disponível para download gratuito no site da Seapa aqui.


Vale lembrar que Minas é o único estado brasileiro produtor da própolis verde, de alecrim. Por isso, dentre as próximas metas do setor, está a implementação do selo de Indicação Geográfica do produto, de forma a agregar cada vez mais valor à produção genuinamente mineira.


Fonte: Agência Minas

2 visualizações0 comentário