Como investir e ganhar na incorporação imobiliária

“O mercado imobiliário é o mais seguro que existe e com a estratégia correta um dos mais rentáveis”

Por Letícia Alves

Fotos Divulgação


Existe uma frase conhecida no mercado que diz “quem compra terra, não erra”. De fato, a compra de imóveis como investimento sempre foi uma forma de manter o patrimônio seguro mediante a inflação e nosso histórico econômico demonstra isso. A compra de um lote é considerada uma das melhores aplicações financeiras disponíveis no mercado quando comparada com outros investimentos. Além de ser um bem físico e palpável, não se produz terra, então a tendência natural é a escassez, principalmente de boas áreas. É verdade também que terrenos se valorizam com o tempo, à medida que acontecem melhorias na infraestrutura da região e em que a disponibilidade de lotes diminui.


Por certo, o mercado imobiliário é o mais seguro que existe e com a estratégia correta, um dos mais rentáveis. Mas se você pensa que comprar terreno, esperar valorizar para depois vender é a única forma, não é. Muitas pessoas constroem para vender e assim apuram um lucro maior, mas essa não é uma opção viável para todos, afinal há de se ter uma maior exposição de caixa, disponibilidade de tempo e muita competência.



Por isso, a incorporação imobiliária é tão atraente para quem deseja investir em um mercado sólido e seguro como o da construção civil, sem precisar entender de obras ou sequer pisar em um canteiro. O investimento se dá por meio de cotas com valores acessíveis e com a possibilidade de atingir uma rentabilidade superior às aplicações de renda fixa disponíveis na bolsa. A cota também pode ser o próprio valor do terreno, para o investidor que queira viabilizar um empreendimento em sua área. A incorporação imobiliária é regulamentada pela Lei nº 4.591/64 e prevê a construção de uma ou mais edificações com unidades autônomas que podem ser comercializadas ainda na planta ou depois de prontas. A incorporadora trabalha na articulação do negócio, fazendo um estudo e análise do terreno, da viabilidade econômica do projeto, verificando as questões legais do empreendimento e gerenciando todos os processos para que o mesmo seja realizado e vendido. O lucro é apurado e distribuído entre os investidores cotistas e a incorporadora.


A liquidez é garantida pela demanda, que no país sempre foi alta. Uma pesquisa desenvolvida pela Brain Inteligência Estratégica apontou que cerca de 40% das famílias brasileiras anseiam por comprar um imóvel e 10% estão à procura ativa, isso significa, em números, mais de 7 milhões de famílias querendo conquistar a casa própria. Percebe-se também que a pandemia impulsionou o mercado de imóveis e essa constância deve continuar, mesmo com o cenário de aumentos. Há mais de 10 anos no mercado na área de projetos e construções, desenvolvi um modelo de negócios de construção para venda de forma segura e rentável, com objetivo de criação e multiplicação de patrimônio. Interessados em conhecer mais sobre essa oportunidade me acompanhe nas redes sociais ou faça contato.



Letícia Alves é arquiteta e incorporadora. Instagram: @arqleticia.alves Contato: 34.99660-7090






Já garantiu o seu ingresso para a Feijoada do Celinho? Acesse aqui.

4 visualizações0 comentário