Como a campanha Outubro Rosa beneficia a saúde da mulher

O mês de outubro é marcado pela campanha com foco na prevenção do câncer de mama, mais recorrente nas mulheres.


No mês de outubro iniciá-se a campanha de Outubro Rosa, um movimento que alerta as mulheres sobre os cuidados com a saúde, principalmente com alerta ao câncer de mama.


Além do câncer de mama, outro fator a considerar pela população feminina é o câncer de colo de útero. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima-se que, para cada ano do triênio 2020/2022, sejam diagnosticados 16.590 novos casos de câncer de colo do útero no Brasil, com um risco estimado de 15,43 casos a cada 100 mil mulheres.


A ginecologista do Hospital Santa Clara, Dra. Denise Lara Oliveira Muniz Santos, esclarece como as mulheres devem cuidar da sua saúde e hábitos com intuito de prevenção. Conforme o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima-se que, para cada ano do triênio 2020/2022, sejam diagnosticados 16.590 novos casos de câncer de colo do útero no Brasil, com um risco estimado de 15,43 casos a cada 100 mil mulheres.


Para prevenir o câncer de mama e colo de útero a médica alerta “Antes de tudo, a mulher precisa adquirir o hábito de realizar o autoexame, conhecer o seu próprio corpo e estar atenta às mudanças. Além disso, é fundamental manter as consultas médicas anuais em dia e informar qualquer alteração ao médico para a devida investigação”.


A médica aconselha que a população feminina visite o ginecologista com frequência anual para um checkup geral; ter cuidado com a higiene íntima e utilizar apenas produtos recomendados pelo médico para evitar uma limpeza agressiva; não utilizar roupas apertadas ou biquínis molhados; não compartilhar objetos pessoais; utilizar corretamente métodos de prevenção de ISTs (infecções Sexualmente Transmissíveis), sendo o uso de preservativos o mais eficaz até o momento; manter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos.


Estima-se que por meio da alimentação, nutrição e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco de a mulher desenvolver câncer de mama. Controlar o peso corporal e evitar a obesidade, por meio da alimentação saudável e da prática regular de exercícios físicos, e evitar o consumo de bebidas alcoólicas são recomendações básicas para prevenir o câncer de mama. A amamentação também é considerado um fator protetor.


As células do colo do útero são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolau), curáveis na quase totalidade dos casos. Por isso, mulheres entre 25 e 64 anos devem fazer a realização periódica deste exame.


Outra medida é vacinar contra o HPV. Para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, a vacinação contra o HPV está disponível no SUS.




Fonte: Dra. Denise Lara Oliveira Muniz Santos.

https://hospitalsantaclara.com.br/categorias/saude-em-destaque/


6 visualizações0 comentário