Cinco pesquisadores da UFU foram nomeados em lista de melhores cientistas do mundo

O levantamento desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Stanford classifica 100 mil cientistas do mundo todo e 812 são brasileiros.

Foto: G1


O levantamento desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Stanford, na Califórnia (EUA), mostra os 100 mil cientistas mais citados no mundo, com referência a base de dados bibliográfica Scopus, publicado no dia 19 de outubro.


Dos 100 mil cientistas da lista, 812 brasileiros aparecem na lista deste ano. A maioria possui prêmios, participações em congressos internacionais, publicações em veículos importantes para o mundo acadêmico e cinco são professores na Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Três são docentes do Instituto de Biologia: Heraldo L. Vasconcelos, Kleber Del-Claro e André Nemésio; um da Faculdade de Medicina: Marcelo Simão Ferreira; e um do Instituto de Ciências Exatas e Naturais do Pontal: Ariovaldo Antonio Giaretta.


Em entrevista ao G1, Kleber Del-Claro, biólogo e professor na UFU a 29 anos afirma que os estudos realizados pelos cientistas no Brasil, devido a ampla biodiversidade que o país oferece, possibilita um crescimento cada vez maior dos estudos no país, se tornando referência mundial. "O nosso cerrado possui a maior biodiversidade savânica do mundo, e nós temos savana na África, na Austrália, então isso permite que nós testemos uma teoria ecológica aqui, no qual o Brasil passa a ser um modelo para que os outros países do mundo possam se espelhar e entender o que está acontecendo na natureza em termos de biodiversidade quando você tem o aquecimento global", afirmou ele.


Fonte: Comunica UFU e G1 Triângulo e Alto Paranaíba

2 visualizações0 comentário