• redacao

Campanha Reciclação da AmCham Uberlândia e UBT arrecada mais de 2,5 toneladas de resíduos eletroelet


Doações foram revertidas em recursos para o Hospital do Câncer em Uberlândia


Após 30 dias de campanha mobilizando a comunidade, empresas e CEOs, a Campanha Reciclação arrecadou mais de 2,5 toneladas de resíduos eletroeletrônicos (REEs). Idealizada pela AmCham Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e o Uberlândia Business Tower - UBT, a iniciativa aconteceu com o objetivo de unir sustentabilidade e solidariedade. Todo o material recolhido foi revertido em recursos para o Hospital do Câncer em Uberlândia, que recebeu na última quinta-feira, 16 de dezembro, a entrega simbólica da doação com a presença de representantes do Hospital e dos realizadores e apoiadores da campanha.

Mais de 17 tipos de resíduos foram doados, entre pilhas e baterias (205,460 kg), monitores (134,560 kg), tablet’s (147,600 kg), computadores (147,600 kg) e mais. Todo o material foi destinado à Codel Reciclagem, empresa especializada em descarte adequado de lixos eletrônicos, que realiza um processo de avaliação para definir se os resíduos passam por um processo de reutilização ou reciclagem. O recolhimento e descarte adequado destes materiais garantiu que eles não sejam despejados na natureza, e consequentemente evita a emissão de 3,5 toneladas de Dióxido de Carbono (CO2), gás prejudicial ao meio ambiente, na atmosfera.

O objetivo da Campanha Reciclação foi atuar em duas frentes diferentes, a sustentabilidade e a solidariedade, engajando tanto a sociedade quanto a classe empresarial, como explica a gerente da AmCham Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, Larissa Cruvinel. “Quando pensamos na questão ambiental, logo a ideia de resíduos eletroeletrônicos surgiu, pois são materiais que muitas pessoas têm guardado no armário de casa sem nenhuma utilização, e que as empresas precisam descartar periodicamente devido à reformas, trocas de equipamentos e mais. Além disso, o que muitos não sabem é que os resíduos eletrônicos representam 5% de todo o lixo produzido pela humanidade, segundo a ONU, e seus componentes químicos são altamente prejudiciais ao meio ambiente. Do ponto de vista social, sabemos a importância do Hospital do Câncer em Uberlândia para os mais de 8 mil pacientes atendidos, e a relevância de ações sociais que apoiem a instituição”, pontua ela.

Larissa também reforça os agradecimentos a toda população e às empresas que apoiaram a iniciativa. “O trabalho conjunto faz a diferença na nossa sociedade, e ficamos muito orgulhosos e felizes com o engajamento de todos que contribuíram para os resultados da campanha, e consequentemente, com o Hospital do Câncer que oferece tratamento e suporte para aquelas pessoas que lutam contra o câncer”, finaliza ela.

4 visualizações0 comentário