Campanha ‘Adote uma Cartinha de Natal’ da Brasal Incorporações beneficiará crianças carentes em Uber



Clientes, colaboradores e parceiros poderão pegar as cartinhas na sede administrativa da empresa

Nessa época do ano é comum crianças escreverem cartinhas para o Papai Noel esperando que seus desejos sejam atendidos. Pensando nisso e com a missão de transformar sonhos em realidade, a Brasal Incorporações lança, juntamente com a Central Única das Favelas (Cufa) Uberlândia, a campanha “Adote uma Cartinha”. A partir de 20 de novembro, colaboradores, clientes e parceiros da incorporadora poderão escolher entre 100 cartinhas e atender os pedidos de presentes das crianças que participam dos projetos da instituição e vivem nas comunidades dos bairros Shopping Park, Canãa, Morada Nova e em assentamentos da cidade.

Todas as cartinhas poderão ser retiradas na recepção da sede da Brasal que fica na Av. dos Vinhedos, 71 - térreo. A entrega dos presentes será no dia 11 de dezembro, em um evento no Centro de Esportes e Artes Unificados, no bairro Shopping Park, das 8h às 14h, com várias atividades para a comunidade como intervenções com grafite, apresentações de dança e música e doações de marmitex.

“Sempre contamos com o apoio da comunidade em nossas ações e ficamos muito felizes em receber esta ideia da Brasal. Cerca de 100 crianças terão seus pedidos atendidos neste Natal. Isso nos enche de alegria e leva esperança e realização de sonhos para esses jovens carentes”, ressalta Cleiton Rocha Santos (Kakko), presidente da Cufa Uberlândia.

Segundo Sebastião Longuinho, diretor da Brasal Uberlândia, a empresa prima por fazer o bem, contribuir, doar e incentivar boas práticas. “Não medimos esforços para aplicar a gentileza e incentivar a solidariedade. Pequenos gestos podem mudar o dia de uma criança. Que a solidariedade se espalhe no coração das pessoas, não apenas nessa temporada natalina, mas em outras ocasiões do ano. Faremos o máximo para que todas as cartinhas tenham destino e que os desejos das crianças sejam satisfeitos”, enfatiza o executivo.

2 visualizações0 comentário