Alto Paranaíba, a mais mineira

Fala-se muito mal da política, mas há motivo para isso.


Por Hélio Mendes


Nos últimos anos, a população trocou o hábito de fazer política, de conversar sobre política com o vizinho e moradores da sua cidade, para receber a política através da TV e das redes sociais. O cidadão deixou de ser protagonista de sua história, passou de jogador a mera carta do baralho — mas não em Minas.


Em uma região de Minas, o Alto Paranaíba, ainda se cultiva a boa política. Os valores dos velhos partidos ainda existem. Os pseudopolíticos de Brasília criaram legendas, entretanto, na região considera-se que apenas trocaram o rótulo: o conteúdo ainda é o dos verdadeiros partidos, PSD, UDN e PTB. Há um amor pela política: a que visa o bem comum.


O governador Zema nasceu na cidade de Araxá, a primeira cidade da região, de 1831. Acreditamos que um dos motivos da vitória do governador foi representar o legítimo mineiro, homem de bons costumes, humilde e apaixonado pelo seu estado. Está recuperando a mineirice e o orgulho de ser mineiro.


Até na economia o Alto Paranaíba conserva a sua tradição, pela grande produção de café e leite, o que contribui também para manter a cultura mineira; e não tem apenas volume, mas qualidade, porque mineiro faz bem-feito e com simplicidade e paixão. Mesmo os que não nasceram na região sentem que pertencem a ela.


Hélio Mendes

Consultor de Estratégia e Gestão, professor da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, com curso de Negociação pela University of Michigan, Gestão Estratégica pela University of Copenhagen e Fundamentos Estratégicos pela University of Virginia.

latino@institutolatino.com.brwww.institutolatino.com.br

5 visualizações0 comentário