A era da mobilidade elétrica

“Temos certeza que estamos diante de uma das maiores revoluções da história”


Publi Editorial | Por José Leonardo Jardim | ENME - Empresa Nacional de Mobilidade Elétrica

Fotos Divulgação


Diante de tantos benefícios, os motores elétricos vêm assumindo o protagonismo no mercado dos veículos. Já posso ver daqui uns 20 ou 30 anos, os filmes de Hollywood figurarem um carro clássico restaurado no conceito vintage, lardeando pelas ruas o som incompreensível para os jovens do seu ecape, jogando para fora o esforço do motor à combustão. Jovens presentes nesta cena ficarão por entender que estranho e barulhento veículo é aquele? Sim, por mais que seja difícil ver ou duvidar dessa realidade, a mobilidade elétrica vem muito forte e é uma realidade sem volta. Os motores elétricos que atualmente ocupam o papel de coadjuvantes nos veículos (motor de partida, máquina de vidros, de limpadores), etc, assumem o protagonismo, passam a impulsionar os veículos e o que é melhor, trazendo muita economia e entregando para o mundo o que mais precisamos, respeito com meio ambiente. Apesar de ainda gerar poluição na produção e precisarmos ter um extremo cuidado com o descarte, as baterias estão cada vez mais se tornando o combustível do futuro e contribuindo para redução da poluição. Os benefícios dos motores elétricos são muitos. Exemplo: não queima combustíveis fósseis, por consequência não emitem gases tóxicos, elimina a necessidade de utilização de óleos lubrificantes, contribuem muito com redução da poluição sonora. Estes são alguns dos benefícios, os mais aparentes, mas existem muitos outros que com a evolução dos motores elétricos e das baterias, com a possibilidade de no futuro termos um veículo autossuficiente, necessitar muito pouco ou quase nada de alguma fonte de alimentação externa.


Curiosidades

Design muda! Você sabia que com a chegada da mobilidade elétrica o design dos carros mudarão drasticamente? Sim, se olharmos os carros atuais temos que ter um espaço para o motor, um espaço para bagagens e a cabine dos passageiros. Com a chegada da mobilidade, o banco de baterias vai para o assoalho, eliminando toda estrutura de reservatório de combustível, ajudando inclusive no centro de gravidade, o restante do espaço fica para bagagens e passageiros, os motores podem ser conectados diretamente nas rodas eliminando definitivamente um compartimento exclusivo para o motor de propulsão. Estrutural como a necessidade de um espaço para acoplar o banco de baterias, a alternativa mais utilizada pelos grandes fabricantes tem sido no assoalho do veículo. Sem impactar na cabine de passageiros é montada uma estrutura no assoalho do carro, criando as melhores condições para condicionamento, tanto como isolamento como resfriamento necessário para que tudo funcione perfeitamente como projetado. Pneus mudam radicalmente. Como existe uma diferença grande de torque, comparando-se com os motores a combustão, e com o motor mais próximo das rodas, ele trabalhará em temperaturas mais elevadas, só esses dois motivos obrigarão os fabricantes a mudarem a estrutura de construção dos pneus. Como o pneu está em constante atrito com o solo, os cientistas da Toyota vislumbraram aí uma nova fonte de energia e estão desenvolvendo pneus que recuperarão essa energia. No protótipo já em teste foi instalado umas moedas de metal no meio da borracha que captará essa energia, jogando-a de volta para o banco de baterias.


Fontes de recuperação de energia

Hoje já existe tinta fotovoltaica, motor regenerativo (durante o ciclo de aceleração consome energia do banco, ao desacelerar o motor se transforma em um gerador de energia), freio regenerativo: usa-se a energia gerada na fricção dos freios para gerar energia para o banco, e agora com a chegada desse pneu, e com a evolução das baterias, acredita-se que em um breve espaço de tempo os veículos precisarão de pouca energia externa para abastecimento. Empresa verde, busca frenética dos fabricantes liderados pela Tesla Motors, que desde 2008 tem sido uma referência e entusiasta na tecnologia, todos os fabricantes já se deram conta que essa é sim a bola da vez, devido às diversas vantagens da nova tecnologia frente a anterior. Simplificação (o motor elétrico eliminará pelo menos 5 sistemas que hoje servem para dar auxilio ao motor a combustão, dentre eles reservatório de combustíveis, sistema de exaustão, motor de partida, sistema de arrefecimento, turbo compressor, câmbio), etc. Desempenho, economia, não emissão de gases tóxicos, não uso de combustível fósseis, não uso de óleo lubrificante, redução de ruídos, dentre muitos outros, são os pontos positivos frente ao motor a combustão interna. Além dessas vantagens, aquela empresa que trouxer algo inovador irá se diferenciar ainda mais. Isso aumentou corrida e gerou novas parceria entre fabricante, como exemplo, VW e JAC Motors, e tantas outras aproveitando o que cada uma tem de melhor para oferecer e encurtar o caminho no domínio desse mercado. Após praticamente todos já terem anunciado uma data para deixar de fabricar os motores a combustão, já existe fabricante fazendo combinação de hidrogênio com motor elétrico. Foi inserido um motor que capta o oxigênio do ar, faz a mistura com hidrogênio transformando essa mistura em energia elétrica para alimentar o motor elétrico, eliminando assim a necessidade do banco de baterias, gerando uma outra necessidade, é claro, de abastecê-lo com hidrogênio e manter alguns cilindros deste como reservatório. https://www.youtube.com/watch?v=W_ ZbO_OA7l0. Bem, onde isso tudo irá chegar ainda não sabemos, quem trouxer a solução mais inteligente e aplicá-la com simplicidade, como é a proposta dos motores elétricos, com certeza ganhará essa batalha, quem o fará, impossível dizer. O que temos certeza é que estamos diante de uma das maiores revoluções desde que surgiu a mobilidade e essa abriu uma enorme janela de oportunidades da história, onde eu quero ter o prazer de participar e assistir essa transição de camarote.


Av. João Naves de Ávila, 405 - Uberlândia - MG

Fones 34 3223-4900 | WhatsApp 34 9 9660-4900 YT - enmeoficial

Instagram e facebook - enmeoficial

3 visualizações0 comentário