13ª edição Comida Di Buteco em Uberlândia começa nesta sexta-feira (30)



A edição deste ano, acontece no dia 30 de julho a 22 de agosto com participação de 11 bares e restaurantes com foco no serviço delivery e na campanha ‘Salve os Butecos’.

Está tudo pronto para o início do Comida di Buteco em Uberlândia. A partir desta sexta-feira, dia 30 de julho, o consumidor poderá experimentar o petisco presencialmente, reservando a mesa antecipadamente por meio do site do Concurso (http://www.comidadibuteco.com.br/uberlandia) ou ser preferir pedir o petisco participante via delivery. O Comida di Buteco que completa a 13ª edição na cidade tem 11 participantes, com dois bares calouros: Caminho d’Casa e Libertas Venda & Bar, e nove veteranos: Bar do Betão, Bar do Carlinho, Bar do Sô Creysson, Baroa Bar, Netão Beer, Nosso!, Point do Mercado, Recando da Cevada e Recanto do Raimundo.

Neste ano, o evento nacional que está em sua 21ª edição, aposta em um modelo híbrido, com petiscos que cheguem com qualidade via delivery e com a recepção nos bares, seguindo as regras de distanciamento e protocolos de segurança estabelecidas pelo Município contra o coronavírus.

Petiscos a R$27

Todos os participantes criaram os pratos com pelo menos um tipo de raiz. "São 11 pratos, cada um mais gostoso que o outro e a um preço fixo de R$ 27 por item. Queremos incentivar as pessoas a experimentarem o máximo de receitas e apoiar os bares e a campanha Salve os Butecos também”, disse Maria Eulália Araújo, Diretora de Operações do evento.

No último dia 17 de março um grupo de jornalistas conheceu o novo formato do Concurso Comida di Buteco 2021. A apresentação aconteceu no Bar Caminho D Casa, localização no bairro Jaraguá, onde os convidados puderam experimentar dois dos pratos concorrentes: o Roots Pork Roots, do bar Libertas Vendas & Bar, localizado no bairro Vigilato e a Costela Cura Cachaça, do Caminho D´Casa, ambos estreantes no concurso.

“Eu estava muito ansiosa, mas depois da abertura de imprensa aqui no bar, eu fiquei mais tranquila. Foi muito prazeroso, fiz amizades incríveis, eu achei mágico conhecer novas pessoas. Estou muito animada e com grande expectativa de receber pessoas de outras partes da cidade”, diz Adriana Raquel Viviani, que é dona do bar junto com o esposo Severino Gomes da Silva.

Sobre o prato, Adriana conta que a inspiração surgiu das lembranças de sua infância. “Meu pai bebia umas doses de cachaças aos fins de semana e no domingo ele acordava cedo pra fazer uma costela. Ele dizia que a costela curava cachaça ou melhor a ressaca. Por ser uma carne de sabor forte, escolhi uma raiz com um sabor mais neutro e tão quanto forte e nutritiva quanto a costela. O prato vem com um delicioso purê de inhame”, explica Adriana.

Conheça os 11 petiscos

O vice-campeão do ano passado, o Bar do Carlinhos investiu no Pirata, um bolinho de tilápia recheado com queijo, acompanhado de pirão. Já o Bar do Betão vai servir a Traíra da Muié du Betão, prato que leva isca de traíra sem espinha, empanada e frita e acompanha creme de alho com especiarias, molho de limão e purê de batata doce.

O Bar Do Sô Creysson aposta na Mega Omelete do Sô Creysson. Como o nome diz é uma Mega Omelete feita com ovos, frango, calabresa, milho verde, presunto, muçarela, bacon, catupiry, cheiro verde e cenoura.

Outro prato que promete é do Baroa Bar, que batizou o petisco de Vacatolano, feito com costela bovina ao vinho tinto com batata baroa cozida e refogada na manteiga de garrafa com cheiro verde e Crispy de alho poró.

O Caminho D´ Casa vai competir com a Costela Cura Cachaça, uma costela bovina de panela com cebola crispy salteada e purê de inhame. Seguindo a proposta com a carne, o Libertas Venda & Bar, insere no cardápio o Roots Pork Roots, uma fraldinha suína serenada assada servida com chips de mandioquinha, que vai acompanhada de geléia caseira de laranja com gengibre e creme de alho-poró com queijo canastra.

Quem também aposta na carne é o Point do Mercado, que apresenta o Vaca Amarela, um filé de costela bovina, com mandioca no açafrão e ervas. Acompanha molho de legumes e gengibre.

Outro bar que promete é o Recanto do Raimundo, que prepara a Mandioca do Raimundão, regada a carne serenada, com chips de mandioca, cebola roxa caramelada e croutons de queijo coalho.

Como todo bom botequeiro, o Netão Beer aposta no Torresmo do Netão, um prato com torresmo de barriga com mandioca frita, acompanhado de molho especial da casa.

Já o Nosso! traz para o concurso a Delícia Empanada: bolinhos empanados, a base de cenoura e batata, com bacon, alho e cebola, recheado com queijo.


Para os amantes da cebola, o Recanto da Cevada traz para o concurso os Anéis de Cebola à Mineira, como o nome diz, anéis de cebola fritos com queijo meia cura e bacon, que acompanha molhos de páprica picante com raiz forte e molho agridoce.

Segundo Maria Eulália Araújo, “a missão de 'transformar vidas através da cozinha de raiz – buteco extensão de sua casa', motivou a organização do concurso, mais do que nunca, a tentar entregar uma boa edição do evento, ainda que híbrida. Afinal, esse seguimento foi arduamente atingido na pandemia. “Para isso, além da realização em si do concurso, em novo formato, também lançamos a campanha Salve os Butecos. Um movimento que visa engajar parceiros, patrocinadores e clientes apaixonados por butecos a ajudarem os estabelecimentos. São duas as frentes do movimento : doações em dinheiro, podem ser feitas, diretamente, numa conta aberta apenas para arrecadar fundos aos butecos, ou podem ser feitas também doações com produtos de empresas parceiras ou patrocinadoras. Toda receita arrecadada será 100% distribuída aos butecos dos 21 circuitos no país todo”, afirma Eulalia, Diretora de Operações do CDB.

Ela explica que os botecos não pagam nada para participar, e a exposição que o concurso dá aos participantes, somada ao trabalho de cada um, inicia uma transformação socioeconômica que pode levar à uma verdadeira mudança de vida desses negócios familiares. “Cada consumidor, buteco, patrocinador, parceiro e mídia, ao estar no Comida di Buteco, faz girar essa corrente do bem, ainda mais nesse momento ímpar em que o Brasil vive”, ressalta Eulália.

Votação

Elege-se o Melhor Buteco da cidade e não o melhor petisco! Na primeira etapa, em cada uma das cidades participantes, os butecos pré-selecionados apresentam os petiscos criados especialmente para a competição. O público e um corpo de jurados visita, vota e elege o campeão, avaliando quatro categorias: petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida. O petisco leva 70% do peso da nota e as demais categorias 10% cada uma. O voto do público vale 50% do peso total e dos jurados 50%.

Na segunda etapa, uma nova comissão de jurados, escolhida especificamente para esse momento, vai visitar os campeões de cada cidade avaliando sua performance nas mesmas quatro categorias (petisco, atendimento, temperatura da bebida e higiene). Cada campeão recebe três jurados. Elege-se aí o MELHOR BUTECO DO BRASIL, que será conhecido e premiado no mês de Outubro.

Butecômetro


Para mostrar transparência no processo de arrecadação, o acompanhamento das doações será através do “butecômetro” no site comidadibuteco.com.br. A conta para doações é:

Banco Santander 033

Agência: 1595

Conta número: 130023050

Comida di Buteco Produções Gastronômicas LTDA

CNPJ: 06.204.569/0001-55.

Facebook: /comidadibuteco

Instagram: _comidadibuteco

Twitter: @_comidadibuteco

Site: comidadibuteco.com.br

Baixe o app ComidadiButeco.

4 visualizações0 comentário